O BAÚ.


20190316_144209_0000


E aí, pessoal. Vamos bater um papo?

Eu acredito que nós temos várias caixinhas dentro de nós e que cada uma delas guarda uma área de nossas vidas com memórias, sentimentos, emoções, sorrisos, lágrimas…

Mas eu acredito também que, algumas vezes, nós colocamos baús dentro de nós para esconder, de nós mesmos, o que nós pensamos não precisar mais. 

O problema é que às vezes nos enganamos sobre nós, sobre nossas necessidades. Às vezes nós superestimamos a nossa capacidade de decisão em relação ao que colocar nesses baús. 

Você tem um baú desses? Eu tenho alguns, mas tem um que eu resolvi abrir. É o meu baú de “sonhos enterrados”.

Eu acreditei muito no que eu ouvi do mundo. Acreditei quando a vida me disse que alguns de meus sonhos eram impossíveis e que eu era fraca demais para lutar por eles. Por isso, coloquei eles nesse baú. 

Só que chegou a hora de desafiar o impossível. 

Muitos sabem de onde eu vim, mas ninguém pode determinar onde chegarei.

Tem algum baú que você queira abrir? Me mande um e-mail e vamos falar sobre isso. 

Abraços.

METAMORFOSE


lagarta-e-borboleta-5959ad3654079


E aí, pessoal! Vamos bater um papo? 

É difícil lidar com grandes transformações. Às vezes parece que o chão está saindo de debaixo dos nossos pés e tudo que considerávamos “segurança” deixou de existir. 

Isso me levou a pensar sobre a nossa necessidade de estar acompanhados nesses momentos. Vocês também se sentem assim?

Pensar nas dificuldades me fez refletir sobre as transformações que vivemos nos períodos difíceis e em como elas nos tornam fortes. 

Eu sei que vivemos em um tempo de solidão crônica, em que estamos cercados de pessoas o tempo todo, mas estamos vazios de nós mesmos e, ainda assim, preferimos continuar nesse ciclo que aprender a ouvir, pertencer a nós mesmos. 

Então, hoje eu só vim dizer que estar sozinho vale muito a pena quando aproveitamos o momento para nos conhecermos.

Para se tornar borboleta, uma larva passa um longo período sozinha em seu casulo, se descobrindo, se desfazendo e, por fim, se reconstruindo. E tudo isso acontece porque ela se permite ficar sozinha consigo mesma. 

Talvez seja hora de nos permitirmos entrar no casulo. 

Abraço! 

O AMOR DA SUA VIDA


Design sem nome (2)


E aí, pessoal! Vamos bater um papo?

Outro dia, eu estava assistindo vídeos no Youtube e cheguei ao canal do Guilherme Pintto. Uma das principais ideias que ele defende é “Seja o amor da sua vida”.

Fiquei apaixonada com a ideia de nos apaixonarmos por nós mesmos. É como eu sempre digo, precisamos entender que somos um universo inteiro e completo.

Refletindo sobre o que o Guilherme disse, eu quero te perguntar: você acredita que é capaz de amar as diversas versões de si mesmo?

O primeiro passo para eu conseguir insistir no propósito de ser o amor da minha vida é aceitar que estou em constante evolução e transformação e que, por isso, sempre terei que receber meu novo “eu” de braços abertos.

Dificilmente alguém vai te cobrar tanto a perfeição quanto você mesmo se cobra. Talvez seja o momento de dar uma chance a si mesmo.

Afinal, o meu grande desafio enquanto “amor da minha própria vida” é aprender a amar minhas transformações e imperfeições.

“Seja o amor da sua vida”.

Abraço!

SOBRE CORAGEM.


download (1)


E aí, pessoal! Vamos bater um papo?

Eu estava pensando sobre expectativas. Quando vemos alguém ou algo, automaticamente, projetamos essa pessoa ou “coisa” para dentro das nossas vidas e, em um segundo, deixamos os sonhos nos levar para além do lugar que estamos hoje.

É como ver que abriu uma vaga de emprego e se imaginar lutando por aquela empresa, subindo de “cargo”, gerenciamento um departamento.

É como ver uma pessoa e projetar uma amizade duradoura, em que seus filhos e os filhos de seu amigo serão melhores amigos e as famílias serão próximas e felizes.

Criar expectativas é quase inerente a nós e não é errado.

Só que, pessoal, precisamos ter coragem para assumir que expectativas existem e que, por diversas vezes, depende de nós para que ela se torne realidade. Da mesma forma, é necessário ter coragem para admitir que muitas expectativas não se concretizarão, porque não está a nosso alcance controlar as ações de outros.

De todo modo, isso não é sobre decepção ou triunfo.

É sobre ter coragem.

Abraço.

NINGUÉM TE ENGANOU.


3002300979-quatro-pecados-da-gestao.jpg


E aí, pessoal! Vamos bater um papo? Duas semanas fora, senti saudade de vocês.

O ano novo passou, já usufruímos de duas semanas de 2019. Dizem que, no Brasil, o ano começa apenas depois do Carnaval, mas, para aqueles que possuem sonhos e objetivos, 2019 já começou faz tempo.

Nos primeiros dias do ano, sentimos uma euforia, a emoção do novo. É maravilhoso, não é? Só que temos que ver a realidade dos fatos, vivemos em continuidade temporal. E, assim como o tempo continua contando, a sua vida continua de onde parou em 2018.

Eu sei que é complicado lidar, ao mesmo tempo, com a euforia de uma nova contagem anual se debatendo com o choque da realidade que nós fizemos “pausar” no tempo em dezembro, mas isso é necessário.

Ninguém te enganou e ninguém mentiu para você quanto às famosas “365” novas oportunidades de fazer tudo diferente ou aperfeiçoar o que estava dando certo. Só que agora é hora de parar e refletir… quantas vezes já te deram 365 dias e o que você fez com eles?

O seu emprego está aqui em 2019, o sonho de ser alguém, de ter uma casa própria, mas as dificuldades e barreiras também estão. O ano novo é uma ficção social e ele deve servir para nos encorajar com atitudes reais como pensar mais, calcular seus passos, sua carreira, sua família e, além disso, AGIR.

Levante e crie uma estratégia para que esse seja o melhor ano da sua vida. Não deixe o medo de paralisar. Vamos falar sobre isso depois.

Clique aqui e me mande uma mensagem. Vamos nos conhecer melhor. Até a próxima!

Abraço.

CICLOS.


2

E aí, pessoal. Vamos bater um papo?

Hoje é 28 de dezembro, estamos nos aproximando do final de um ciclo. 

Como foi seu 2018? Conseguiu conquistar seus objetivos? Espero que sim. 

2019 será um ano de muitas mudanças, independente de quem você é, do lugar onde trabalha ou de onde mora.

O que desejo para todos é: sejam resilientes. Estabeleçam metas e um caminho, ou alguns caminhos, para alcançá-las. 

Se, em seu coração, você decidir lutar, nada poderá pará-lo.

Eu acredito em você. Em nós.

Me conte como foi seu ano e o que quer realizar em 2019. Clique aqui e vamos bater um papo.

Abraço!