RECORDO O MÊS AMARELO PARA EVITAR DIAS CINZAS.


Horizons.png

 


E aí, pessoal! Vamos bater um papo sobre suicídio?
Acho interessante que você tenha chegado até aqui, mas hoje esse post é direcionado a pessoas específicas. 
Eu acredito que a maioria das pessoas que chegam a se suicidar, ou tentam, procuraram ajuda antes, de alguma forma. E é com você que eu quero falar. 
Eu tive uma experiência próxima com o suicídio, embora muitos não saibam.
 
O incrível é que, em momento algum, eu quis morrer. Eu queria apenas, tão somente, cessar a minha dor e o vazio que estava sob meus pés.
Vocês já se sentiram sem motivos para continuar? Sem esperança e com muita dor? Eu me sentia assim.
 
Hoje eu estou aqui escrevendo para te dizer que HÁ SAÍDA. Esse ano faz 32 anos que sou uma sobrevivente. Consigo sorrir, viver, e amar minha vida.
Infelizmente, nem todas as histórias que começam como a minha terminam como a minha. 
Segundo dados publicados pelo site da Organização Pan-Americana e Organização Mundial da Saúde, a cada 40 segundos uma pessoa se suicida no mundo. (clique aqui para ler a matéria).
Eu sei que a dor não escolhe suas vítimas de acordo com o sexo, classe social, nível de intelectualidade, ela “simplesmente” acontece.
Mas eu também sei que podemos tirar forças, de onde não temos, e procurar ajuda. Às vezes para nós parece impossível uma solução, mas para quem está de fora, fica mais fácil ajudar. 
Essa dor vai passar e você vai ficar bem. 
Eu estou aqui, eu sobrevivi. Você também é capaz. 
 
Aqui está o link do Centro de Valorização da Vida, caso precise conversar:  https://www.cvv.org.br/
O número de telefone é: 188. 
 
É importante que você saiba que, geralmente, universidades também realizam atendimentos psicológicos. Se não tiver condições de procurar um profissional particular para conversar, tente buscar forças e ir a uma Universidade pedir orientações. 
 
Conte comigo. Se quiser conversar, clique aqui. Será uma honra te conhecer. 
 
Abraço!

HORA DE DESCOBRIR OS PÉS.


3-35


     

E aí, pessoal!  

Vocês já cobriram os pés na hora de dormir, por ter a impressão que, assim, o bicho papão não te pegaria? 

Já evitaram olhar para o escuro para não ver um monstro?  Quem nunca? 

Aos poucos a gente aprende que aquele bicho papão não existe e que a escuridão profunda não abriga o monstro que imaginamos. 

Mas sabe o que é mais interessante? Continuamos a repetir a mesma conduta em outras oportunidades. 

Temos um problema no trabalho e preferimos ignorar. Nosso relacionamento está horrível e preferimos não olhar para a escuridão. Estamos procrastinando na vida, mas, e daí? É melhor permanecer na comodidade da realidade que criamos para nós, ainda que ela não exista, que olhar para as dificuldades e enfrentar nossos medos. 

O problema, pessoal, é que o medo paralisa. Ele chega devagar, na forma sutil de “cautela”, e acaba nos tornando submissos às suas imposições. 

Está na hora de descobrir os pés e tomar as rédeas de seus sentimos, de sua vida! 

Se quiser conversar sobre isso ou amenidades, clique aqui e vamos bater um papo! 

Abraço!

Querido(a), CHEGUEEEI!

2846w2.jpg

E aí, pessoal! Vamos bater um papo? 

Vocês gostam de viajar? Eu amo!

Esses dias viajei para o Rio à trabalho e foi maravilhoso. Maas, quando eu cheguei em casa, a primeira coisa que eu pensei foi “Lar doce lar”. Você já falou essa frase quando chegou no aconchego do seu lar? Aposto que sim!

Sabe o que é interessante? Nós somos o nosso lar. Sim, somos o nosso lar, um Universo inteiro e completo. 

Às vezes temos dificuldade de estar ou permanecer “sozinho” em alguma situação, lugar.. mas não era pra isso acontecer! Sabe por quê? 

Quando você se considera o seu próprio lar, seu próprio Universo, estar com outras pessoas é como viajar por outros países, conhecer novas culturas, se encantar, sorrir, se surpreender, mas, ao se encontrar sozinho, você diria “Lar doce lar”. 

O desconforto do que chamamos de “solidão” daria lugar à intimidade, liberdade, aconchego.

Pense nisso, tá bom? 

Se quiser falar sobre isso ou amenidades, clique aqui e vamos bater um papo. Caso queira me acompanhar no instagram e ficar por dentro das minhas viagens, clique aqui. Será uma honra conhecê-lo!

Abraço!

CRENÇAS LIMITANTES NÃO LIMITARAM STEPHEN HAWKING

1-crenca-limitante

E aí, pessoal! Vamos bater um papo?

Vocês já ouviram falar em crenças limitantes? São pensamentos, nos quais você deposita sua fé, sua capacidade de acreditar, e, por isso, eles acabam, de alguma forma, te limitando.

Não é segredo para ninguém que os grandes gênios da história sofriam, física e/ou psicologicamente, acometidos pelo que chamamos de “limitação”. O interessante é que, ainda assim, Stephen Hawking, por exemplo, conseguiu ser um marco na história da humanidade, porque, mesmo possuindo limitações, ele não acreditava na capacidade delas de limitá-lo. 

Eu já vi alguns anjos chegando para pessoas carentes e oferecendo uma oportunidade de estudo, de evolução, que não foram aceitas. Sabe por quê? porque o ambiente, a realidade social em que essas pessoas viviam refletia na sua alma como uma limitação em que ela deveria acreditar. Vi, também, de igual forma, pessoas privilegiadas que são extremamente inseguras para produzir e evoluir, porque acreditam que, de alguma forma, estão limitadas pela segurança e conforto que possuem hoje. 

O que eu quero dizer é: Não adianta pedir oportunidades se você investe seu potencial acreditando em suas limitações, sejam elas quais forem. Nós construímos nossas limitações e podemos destruí-las com o mesmo instrumento: a FÉ.

É isso, pessoal. Se quiser falar sobre isso ou amenidades, clique aqui e vamos bater um papo.

Abraço!

A RECIPROCIDADE DE CADA DIA NOS DAI HOJE.

jogo-thumb-800x534-171318

E aí, pessoal! Vamos bater um papo beeem rapidinho? 

Hoje estava pensando no que o Técnico Tite diz sobre ser “mentalmente forte”. 
Você já pensou que podemos ser mentalmente fortes se decidirmos usar a reciprocidade conosco?
Sempre ouvimos que reciprocidade é importante. É O tal de “aprenda a se valorizar e não se doe em um relacionamento, seja ele qual for, se nada volta”. 
Eu acho reciprocidade importante, mas já pensou se nosso corpo nos tratasse como nós o tratamos? Que desastre. Vivemos apontando nossos erros no espelho. Por vezes repetimos para nós mesmos o quanto não somos bons em algo. 
Ser mentalmente forte é estabelecer uma intimidade profunda e sincera consigo mesmo. É doar, a si mesmo, amor, gratidão, elogios, incentivo, motivação. 
Enquanto procuramos no outro a reciprocidade que não praticamos com nós mesmos, a reciprocidade, assim como tantas outras palavras, será apenas uma imagem abstrata da felicidade que, por sua vez, poderia ter sido concreta.
Bom, se quiserem falar sobre reciprocidade ou amenidades, pegue um cafézinho (ou chá), clique aqui e vamos bater um papo!
Abraço!

PODER DE SÍNTESE: VOCÊ PODE DESCOBRIR QUEM É VOCÊ.

ec790af15270b6587f5896274b3c4f3f

E aí, pessoal! Vamos bater um papo?

Hoje vou ser breve. Quero compartilhar um pensamento contigo.

Albert Einsten disse o seguinte: “Se você não consegue explicar algo de modo simples é porque não entendeu bem a coisa”.

Então trouxe isso para nosso campo de trabalho, nosso coração, a motivação interior que nos move. 

Foi assim que eu conclui que quando FALAMOS algo em ALTA VOZ, entendemos melhor. E quando entendemos, conseguimos EXPLICAR melhor.

Por isso, hoje EU TE DESAFIO a se perguntar quem é você. Faça isso em ALTA VOZ. 

Nada de respostas abstratas (do mundo da lua). Se olhe no espelho, fixe seus olhos em seu olhar e diga QUEM É VOCÊ. 

Responda isso até conseguir explicar bem a essa pessoa do espelho tudo o que vê  (por fora e por dentro). 

Diga suas qualidades, seus defeitos, seus sonhos. Diga em ALTA VOZ.

Diga o que te motiva, o que te move, o que já conquistou.

Se necessário for, GRITE, SORRIA, CHORE.

Faça esse exercício até conseguir entender que, com defeitos e qualidades, você é um UNIVERSO COMPLETO E INTEIRO.

Antes de terminar… abrace essa pessoa do espelho por mim.

Se quiser bater um papo sobre isso ou amenidades, clique aqui, será uma grande experiência.

Abraço.

 

NÃO DIGA QUE PODE.

naodiga

Toquem os tambores! 

Cantem felicitações!

Nasceu a pessoa que pode mudar o destino da sua vida. 

E essa pessoa é VOCÊ. 

Vamos, se levante! Tome um banho, coragem, um bom café e vamos encarar a vida de peito aberto. 

Eu acredito em você, em seus projetos e sonhos. Você pode vencer, mas mais do que isso, você É vencedor.

A possibilidade da vitória é passageira, mas quando você entende que É vencedor, percebe que tombos são momentâneos enquanto a Vitória é certa e permanente, porque ela está dentro de você.

Não diga “Eu posso”. Diga “EU SOU”.

Um abraço, pessoal!